Tudo se resume em palavras.
"Se lamentar é perda de tempo. Acabou? Pronto. Deu no que tinha que dá, vai doer aceitar, mas certas coisas têm que relevar. Senão, a gente morre se lamentando e perde as poucas oportunidades de ser feliz.”
Jô Costa.  (via reclinado)
"Se lamentar é perda de tempo. Acabou? Pronto. Deu no que tinha que dá, vai doer aceitar, mas certas coisas têm que relevar. Senão, a gente morre se lamentando e perde as poucas oportunidades de ser feliz.”
Jô Costa.  (via reclinado)
"- Estou cansado de ficar sozinho .
- Mas voce não esta sozinho , eu estou aqui . Quando precisar pode me ligar.
- Esse é o problema , voce ai, e eu aqui , toda noite , toda manha , toda tarde é sozinho que eu fico aqui
todo feriado , todo fim de semana , todo dia de chuva é sozinho que eu fico.”
— Ronni Santana.
"O rouge virou blush. O pó-de-arroz virou pó-compacto. O brilho virou gloss. O rímel virou máscara incolor. A Lycra virou stretch. Anabela virou plataforma. O corpete virou porta-seios. Que virou sutiã. Que virou silicone. A peruca virou aplique… interlace… megahair… alongamento. A escova virou chapinha. ‘Problemas de moça’ viraram TPM. Confete virou MMs. A crise de nervos virou estresse. A purpurina virou gliter. A tanga virou fio dental. E o fio dental virou anti-séptico bucal. Ninguém mais vê: O à-la-carte porque virou self-service. A tristeza agora é depressão. O espaguete virou miojo pronto. A paquera virou pegação. A gafieira virou dança de salão. O que era praça virou shopping. A areia virou ringue. O LP virou CD. A fita de vídeo é DVD. O CD já é MP3. É um filho onde eram seis. O álbum de fotos agora é mostrado por e-mail. O namoro agora é virtual. A cantada virou torpedo. E do ‘não’ não se tem medo. O break virou street. O samba, pagode. O carnaval de rua virou Sapucaí. O folclore brasileiro, halloween. O piano agora é teclado, também. O forró de sanfona ficou eletrônico. Fortificante não é mais Biotônico. Polícia e ladrão virou Counter Strike. Fauna e flora a desaparecer. Lobato virou Paulo Coelho. Caetano virou um pentelho. Elis ressuscitou em Maria Rita. Raul e Renato. Cássia e Cazuza. Lennon e Elvis. A AIDS virou gripe. A bala antes encontrada agora é perdida. A violência está maldita. A maconha é calmante. O professor é agora o facilitador. As lições já não importam mais. A guerra superou a paz. E a sociedade ficou incapaz. De tudo. Inclusive de notar essas diferenças.”
Luís Fernando Veríssimo.  (via capitule)
"Se eu perdoaria uma traição? Claro! Meu coração é nobre e sempre há perdão nele. Eu diria: “Amor, eu te perdoo”. Depois juntaria minhas coisas e nunca mais apareceria, mas eu perdoei, tá? Acho que não existe nada pior do que uma traição. Se dedicar, se entregar, amar a alguém e esse alguém te trair. “A carne é fraca”, justifica. A carne é fraca, mas eu sou forte e não mereço alguém assim do meu lado. Tudo bem que há os modernos que vivem em relacionamentos abertos. Se eu acredito em relacionamento aberto? Acredito! Relacionamento aberto, aberto ao fracasso, aberto ao fim, aberto a mágoa, aberto a toda falta de reciprocidade e dignidade sentimental que se possa imaginar. Afinal, o que é mesmo amar? É escolher uma pessoa entre milhões de especies disponíveis no mundo e elegê-la ao cargo máximo de estar única e exclusivamente ao seu lado. Se é pra ficar comigo e com mais todo mundo que aparecer na reta, eu prefiro ficar só! Em uma traição não importam os motivos de quem traiu, mas a dor de quem foi traído. Se traiu porque sentiu-se atraído, sinto muito, mas eu não sabia que estava namorando um imã que atrai tudo e todos, portanto, controle-se! Se traiu porque passou a gostar de outra pessoa, lamento, mas você não é nenhum líder religioso que é obrigado a amar a humanidade e, se fosse, isso excluiria o contato sexual. Traição não é oportunidade, nem escolha, é caráter “Caráter é uma linha reta, não faz curvas”. E se você gosta de andar em círculos, ande sozinho. Faça um exercício: toda vez que sentir vontade de trair, lave uma privada, pra você lembrar que toda traição termina assim: em merda. E no amor não basta apenas dar a descarga! A questão não é ter tudo, é escolher alguém e fazer dar certo. E se você não está disposto a ficar com uma pessoa só, sinto muito te informar, mas o seu destino é morrer sozinho.”
Tati Bernardi  (via falsoprince)

O ruim de ficar tanto tempo solteira é que você vê muitas coisas que não devia. Ou que todas deviam ver, não sei. E acredita cada vez menos em relacionamentos, lealdade, confiança. Tem vontade de ser solteira pra sempre, só pra não ter que passar por tudo aquilo que você já conhece de trás pra frente, ainda que ter alguém faça falta todo dia. Porque ter alguém também faz decepção, de sobra. E eu não tô afim. Vejo todos os dias os caras comprometidos, perdendo completamente a linha por aí. Colocando a namorada no bolso, sem o mínimo de respeito ou consideração, pegando amiga, prima, mãe e depois se declarando nas redes sociais. E me dá náuseas, definitivamente, não é isso que eu quero pra mim. Não tô generalizando. Tô lamentando o que eu mais vejo na minha vida. Lamentando a morte gradativa da minha esperança de amor e coisas bonitas. Esses dias minha amiga ficou, pela milésima vez, com um carinha que namora. Eles tem tipo um rolo, o cara é galinha profissional, mas ele no facebook é encantadoramente apaixonado, figura clássica. Mais tarde, eu tava ficando com um garoto qualquer e ele recebeu uma sms que dizia “Eu te amo demais, mesmo você não acreditando. Espero pelo dia que vamos ficar juntos pra valer.”, ele leu, fechou e me beijou, sem esboçar nenhuma reação. Me deu um alívio enorme de estar ali por estar. E eu não consigo parar de pensar na história por trás daquela mensagem. E em como aquela menina devia tá se sentindo naquele momento, no quanto ela devia ter relutado pra escrever aquilo e se rendeu, num gesto de esperança, mais uma tentativa de fazer dar certo, de felicidade a dois. No quanto ela podia ser ou já foi eu. E, principalmente, no meu medo, de um dia, voltar a ser a menina que envia a sms.

"Quer ir? Vai! Afinal, o que eu fiz não foi suficiente para te fazer ficar não é mesmo? Eu não fiz nada que outro não faria. Eu me dediquei totalmente á você, me afastei de tudo e de todos até porque eu tendo você pra mim, só para mim. Era o que me importava. Apaguei minha história, para que você pudesse escrever a nossa história, juntos. No livro não da minha vida, mais da nossa vida. Deixei de lado meus amigos, minha família, tudo para te dar toda e total atenção. Engoli a seco todos os dias ao qual você estava um pouco irritada, e me tratava com indiferença, ou simplesmente fazia de mim um tanto faz. Aquilo me machucava sabia? Como nada antes tinha me machucado mais do que sua indiferença perante a mim. Mais não me importava, era uma forma que tinha de você tirar tudo o que estava te sufocando, não era? Então simplesmente deixava a poeira baixar, ficava quieto apenas ouvindo e rezando para que isso passasse logo e que você pudesse voltar a sorrir. Os dias com você eram verdadeiras batalhas, tínhamos dias de brigas, dias de amores, desamores, ciúmes, indiferenças, mas sempre quando o dia virava noite, eu tinha a certeza que o tempo com você, era realmente o melhor de toda a minha vida. Eu parei de sonhar com as coisas que antes ocupava a minha mente, e passei a sonhar com você todas as noites, e assim, descobri que meu mundo inteiro, havia se tornado você. Eu te dei meus defeitos, mas ainda mais que isso procurei te mostrar minhas qualidades. Tentei completar aquilo que faltava em você e fiz questão que nossas peças “erradas” do quebra-cabeça se encaixasse. Você conseguiu se tornar tudo pra mim, minha força, meu sorriso, meu desejo pra viver. Conseguiu ser tudo o que eu não sou, me ensinou coisas, principalmente a amar e saber que amor realmente é estar cego, e ter a certeza que por você eu faria tudo. Absolutamente qualquer coisa que me pedisse, lembra? Você poderia me mandar pular de uma ponte, eu faria. Você sabe, eu me jogaria apenas se soubesse que isso iria trazer um sorriso em teu rosto. Meu amor, porque você me deixou ir embora? Nós éramos tão perfeito, aos meus olhos você era tudo o que eu precisava. E não, não tem essa de que “o tempo irá passar e você vai esquecer”, porque eu sei, eu não vou. Não quero esquecer, sua partida deixou abismos enormes dentro de mim, que está sendo impossível de suportar, e pior ainda de se esquecer. Fui ao meu limite para que você pudesse entender que pode existir vida sem você, mas que estar sem você machuca, me sufoca. Tudo que eu fiz desde sua partida, parece ter sido em vão. E agora estou cansado de te fazer entender que eu preciso, que eu quero você e que não posso te deixar ir embora assim. Uma vez você me fez prometer milhares de coisas, lembra-se?E eu cumpri, todas elas e ainda continuo cumprindo. Olha que engraçado, eu apenas pedi para que você nunca fosse embora, ou me deixasse, e olha só? Foi a única coisa que você soube fazer.”
I loved you, Falsoprince.    (via falsoprince)
"Sou a favor de alguem que chegue pra ficar .”
— Ronni M . Santana
©